Menu

Translate - Traducir

16/04/2012

A Investida Do Mal



~~~⊰☆⊱~~⊰★⊱~~⊰✧⊱~~⊰✦⊱~~⊰✯⊱~~⊰✮⊱~~~

Finalmente estou aqui olhando para o horizonte

Os raios de luz direcionados para o monte

Energia vital que emana da fonte


Levanto-me para um longo caminho trilhar

Um gavião lançasse do galho a voar

O coiote no mato a farejar

A serpente nas pedras a rastejar

O caminho vou trilhando

De buracos desviando

A trilha acabando


Galho quebra, mato mexe

Hora de iniciar a prece



Um bando rapidamente me cercando

Contei 10 avançando

Um primeiro desafio como sempre acontece

Se você não fizer nada, facilmente enfraquece

É apenas um obstáculo para ultrapassar

Nem preciso de todas as forças usar

Veio o primeiro e o segundo me atacar

Seus golpes eram lentos para me acertar

O gavião veio a me avisar

Que era tudo para me distrair

Mais dois vinham por trás me destruir

Um deles se chamava inveja e o outro egoísmo

Enquanto um tentava me derrubar

O outro tentava me humilhar

Combinavam ataques buscando minha destruição

Inimigos assim não se pode adiar

Peguei minha espada e comecei a lutar

O egoísmo muito cuidadoso só visava o bem estar

Tornando a inveja um alvo fácil de derrotar

Não precisei de mais de um golpe para aniquilar

A inveja que as minhas habilidades queria roubar

Mas não tinha capacidade para conquistar

Enquanto isto o egoísmo só a olhar


Outros dois viram a inveja morrendo

E vieram em minha direção correndo

Um deles se chamava arrogância

E o outro petulância

Ambos eram bem ágeis e hábeis

Suas habilidades notáveis

Enquanto comigo lutavam

Entre si disputavam

A arrogância se achava melhor que a petulância

E a petulância melhor que a arrogância

Elas não se concentravam enquanto me atacavam

Estavam mais focadas em se amostrar do que me derrotar

Foi fácil derrotá-las, só precisei intimidá-las

Lancei uma contra a outra e o golpe fatal dei

No começo quando vi suas habilidades me assustei

Mas no meio de tanta discussão, várias brechas encontrei


Quando estava para descansar

O coiote começou a uivar

Era o sinal de que mais dois estavam a atacar

Rapidamente me preparei para contra-atacar

Era a mentira e a maldade a me enfrentar

Enquanto a mentira tentava me enganar

A maldade fazia de tudo para me matar

Foi quando uma estratégia decidi usar:

Não confie na mentira

Ela só quer te enganar

Quando nela você acreditar

Ela irá te atacar

Antes de você me encontrar

Ela veio comigo falar

Propôs um acordo para te matar

Quando sua guarda baixar

A mentira resolveu se manifestar

Ele está mentindo!!!

É em mi que você tem que acreditar!

A maldade ficou confusa sem saber o que fazer

Então eu falei:

Você vai mesmo acreditar na mentira?

Você sabe do que ela é capaz

Quando você acordar será tarde demais

A maldade não pensou duas vezes

Foi para cima da mentira

Uma morte cruel e dolorosa ela prometia

Eu já sabia que a maldade é impiedosa

Não é do tipo para se tratar de forma amistosa

Ela gastou muita energia lutando contra a mentira

Quanto eu me aproximava a maldade fugia

Era muito perigosa para deixá-la viva

Por isto a derrotei antes que ficasse ativa


Fui chamado de covarde e desleal

Por aqueles que queriam o meu mau

Vocês fizeram um plano

Vieram me atacar

10 contra 1, eu só estou jogando

O jogo que fui obrigado a jogar

Neste momento 4 vieram me atacar

Todas as armas tive que usar

A agressividade o grupo estava a liderar

Logo atrás vinha a grosseria me derrubar

VOCÊ NÃO VAI ESCAPAR!!! Gritava a vingança

E por fim a traição

Vinha em minha direção

Só precisei estalar os dedos uma vez

Para o coiote entrar em ação

Derrubou a grosseria que não tinha coração

A agressividade mais rápido corria

Não vou te perdoar!!! A vingança dizia

Ambas atravessavam uma trilha

Que a serpente há tempos fazia

Foi quando a agressividade veio a tombar

A serpente resolveu lhe picar

A vingança ficou furiosa ao me ver

Deitar na grama e uma história ler

Ela puxou todas as armas que tinha para usar

Foi quando o gavião resolveu atacar

Nos olhos mirou e acertou

A vingança começou a gritar

Cega veio a ficar


O livro de histórias fechei e me levantei

Fazer esforço nem precisei

A traição já havia derrotado

A vingança quando olhei

Ela havia honrado

Seu nome como imaginei

O egoísmo tentou fugir

Mas o gavião e o coiote estavam lá para o impedir

A serpente o rodeava

Enquanto ele se desesperava

Enquanto todos lutavam e se sacrificavam, você só observava

Seu desejo de bem próprio é tão grande que com seus parceiros não se importava

Eles foram caindo um por um e você só olhava

Mas agora chegou a hora

Você está sozinho, não pode correr

Irá sofrer a dor daqueles que deixou morrer

Mais uma vez os dedos estalei

Atacamos o egoísmo todos de uma vez


O sol voltou a raiar no horizonte

O coiote, o gavião e a serpente

Tomavam água na fonte

Enquanto o sangue impuro descia pelo monte


A traição virou as costas

Guardei minha espada

Ela me ajudou a vencer a batalha

Sou um guerreiro da justiça

Deixar a traição viver seria um erro

Um erro que fui obrigado a cometê-lo

Ela me ajudou a derrotar os inimigos

Traiu todos os seus amigos

Se eu a matar agora

Ela deixará de existir

E o traidor serei eu para a substituir

Ela foi para um lado e eu para outro

O coiote, a serpente e o gavião

Resolveram me acompanhar

Somos uma equipe então

Lutamos para a justiça alcançar

Por mais difícil que seja a batalha

A vitória iremos conquistar

Pois os seres do bem irão nos ajudar

A um mundo de paz e justiça conquistar

Já estamos a trabalhar

E você, de qual lado vai estar?

~~~⊰☆⊱~~⊰★⊱~~⊰✧⊱~~⊰✦⊱~~⊰✯⊱~~⊰✮⊱~~~


Veja também:

Segredos De Uma
Antiga Civilização
A Invasão Dos
Narigudos
Batalha
Espiritual

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe sua opinião sobre o poema ou blog, isto nos incentiva a continuar o trabalho =)